como fazer estágio

Como fazer estágio ao longo da faculdade? Confira

Tanto antes de começar a faculdade quanto durante a graduação, especialmente nos primeiros semestres, muitas pessoas acabam tendo a mesma dúvida: afinal, como fazer estágio? Isso acontece por três motivos.

O primeiro, como já é de se imaginar, é a enorme curiosidade em saber como é estagiar em alguma instituição (seja ela pública, seja ela privada). O segundo é como conciliar os estudos com esse período de experiência no mercado de trabalho.

Já o terceiro e último é a vontade de conhecer como funciona todo o processo para se preparar para concorrer às vagas que tragam mais conhecimento e desenvolvimento profissional.

Portanto, se você também tem interesse nesse assunto, saiba que este post vai explicar tudo o que você precisa para se planejar e aproveitar bem todas as suas oportunidades de estágios. Continue a leitura!

Qual a diferença entre estágio obrigatório e não-obrigatório?

Durante a sua formação, você vai se deparar com esses dois termos envolvendo os estágios: obrigatório e não-obrigatório. Ambos representam o período de experiência de um estudante dentro de uma organização, mas têm características bem particulares conforme determina a Lei nº11788/08.

O primeiro deles representa o estágio que já é previsto na estrutura do curso. Justamente por isso, a instituição de ensino organiza o processo de encaminhamento do aluno para os órgãos públicos ou companhias privadas que são parceiras dela.

Nesses locais, os universitários vão cumprir com atividades programadas por um determinado período de tempo semanal (geralmente, menos de 10 horas) ao longo do semestre e não vão ter uma remuneração por isso. Afinal, o propósito é que você conheça a realidade do mercado e veja como o que é aprendido nas aulas é aplicado no trabalho prático.

Já o estágio não-obrigatório é aquele organizado e gerenciado pelas próprias empresas. Normalmente, ele conta com um processo seletivo que pode ter provas, dinâmicas, análise de currículo e/ou entrevistas. Ao ser aprovado, você se torna um estagiário da organização cumprindo com as atividades que ela determina e recebendo um valor fixo por mês pelo trabalho — conhecida como bolsa ou auxílio de custos.

Esse tipo de estágio pode se estender até o máximo de 2 anos na mesma instituição. A partir daí, a empresa pode encerrar o contrato com você para selecionar um novo estagiário ou contratá-lo de vez como funcionário CLT.

Quando se deve iniciar um estágio?

Os estágios obrigatórios já são programados desde o início do curso. Você pode conferir quando eles acontecem ao acessar a grade curricular da sua formação. Por exemplo, na graduação em Nutrição da LS Educacional, eles marcam presença em dois momentos: no sétimo e no oitavo semestre.

Porém, no caso dos não-obrigatórios, é você quem decide quando quer começar a fazê-los. Por isso, é importante levar em consideração que as empresas costumam contratar estagiários que estão, pelo menos, no terceiro ou quarto semestre.

Curso técnico, tecnológico ou graduaçãoPowered by Rock Convert

Afinal, eles já vão conhecer mais sobre a profissão, ter estudado mais sobre os segmentos de atuação e até praticado atividades práticas e laboratoriais do que aqueles que estão no primeiro semestre, não concorda? Portanto, o ideal é começar a pesquisar por estágios desse tipo a partir do segundo ano do curso em diante.

Vale a pena fazer vários estágios ao mesmo tempo?

Isso vai depender de pessoas para pessoa. Isso porque cada estudante tem particularidades distintas da rotina que deve considerar antes de começar a acumular dois ou mais estágios.

Por exemplo, se você estuda presencialmente, tem que levar em conta os turnos que terá livre para estagiar, o tempo de locomoção do campus até o local de cada trabalho, o tempo livre na semana para poder se dedicar aos estudos etc.

Se faz uma graduação a distância, tem que se planejar quanto ao transporte da sua casa até a empresa, montar um cronograma para assistir as aulas diariamente, considerar quando poderá fazer revisões e estudos complementares para as disciplinas e por aí vai.

É por isso que para quem está decidido a ter duas experiências profissionais simultâneas e do tipo não-obrigatórias, o ideal é pesquisar por estágios que tenham carga horária semanal reduzida (até 20 horas) ou sejam cumpridos em dias alternados. Assim, você conseguirá organizar melhor a sua rotina e o principal: correr menos riscos de comprometer o seu desempenho acadêmico.

O que fazer para aumentar as chances de conquistar um estágio?

Ao longo da graduação, você verá que muitas vagas de estágios não-obrigatórios são bastante disputados. Afinal, elas aceitam candidatos tanto de diferentes semestres quanto de diferentes instituições. Portanto, conseguir se destacar em meio a concorrência é fundamental para aumentar as chances de ser selecionado nesses processos seletivos.

“Mas como fazer isso?”, você pode estar pensando. A resposta é tornar o seu currículo mais competitivo e engajado com diferentes atividades. Para isso, faça cursos de extensão na área de atuação do seu interesse, tenha cursos de idiomas, se envolva em programas de iniciação científica da sua faculdade e participe de projetos voluntários.

Todas essas ações mostram o seu interesse em aprender, demonstra que você é proativo e dedicado a aperfeiçoar cada vez mais, e que você está focado em desenvolver diferentes soft skills e hard skills que vão ajudá-lo na sua carreira.

Onde pesquisar por vagas de estágio?

Para encontrar novos processos seletivos de estágios não-obrigatórios se informar mais sobre como fazer estágio obrigatório, você pode recorrer à sua faculdade.

As instituições normalmente têm uma unidade, um departamento ou mesmo uma coordenação específica para tratar sobre esses assuntos, além de divulgar regularmente novas vagas, assistir os alunos em processo de contratação e fornecer documentação necessária para o início de experiência.

Agora que você já sabe como fazer estágio durante a sua formação, foque nas nossas dicas para equilibrar o seu tempo e, em especial, valorizar o seu currículo para se destacar em relação aos outros universitários. Ah, e não se esqueça: sempre conte com a sua faculdade em todas as etapas desse processo, seja para tirar dúvidas, seja para se informar sobre convênios e vagas no mercado. Ela é a sua grande aliada nesses momentos!

Curtiu nosso post? Então o compartilhe nas redes sociais com seus amigos e colegas que também têm dúvidas sobre estágios. Assim, todo mundo se ajuda e cresce junto!

Powered by Rock Convert

Dê mais um passo na sua vida.

Cadastre-se e receba nossos artigos em primeira mão.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support