profissional do futuro

Qual é o perfil do profissional do futuro? Veja 6 habilidades para desenvolver

A nossa sociedade mudou e o mercado de trabalho também. Com o surgimento de novas tecnologias e a mudança na dinâmica de vida da maioria das pessoas é necessário desenvolver algumas habilidades para se tornar um profissional do futuro e garantir uma carreira de sucesso.

Nesse sentido, algumas profissões perdem o seu espaço ou precisam se reinventar, enquanto outras surgem para atenderem às novas necessidades da população. Saber como se adaptar a isso é essencial para se destacar e aproveitar as melhores oportunidades.

Assim, trabalhadores com as habilidades do futuro são aqueles que compreendem o que o mercado e as pessoas precisam, bem como as chances do momento. Com isso, conseguem oferecer boas respostas a essas demandas.

Quer saber como se preparar para o mercado de trabalho e se tornar um profissional do futuro? Confira, a seguir, as 6 habilidades essenciais a serem desenvolvidas.

1. Criatividade

Um olhar além é essencial para inovar e não explorar ações que já estão saturadas. Por isso, a criatividade é uma habilidade tão importante para o mundo moderno e precisa ser desenvolvida por quem deseja uma carreira de sucesso.

Profissionais mais criativos conseguem encontrar soluções inteligentes e sempre pensam de maneira inovadora, o que é muito valorizado no cenário atual. Geralmente, pessoas criativas também são mais curiosas, por isso, têm mais chances de realizarem grandes descobertas.

É válido destacar que a criatividade é algo que pode ser aprendido, a partir de experiências e atividades que estimulam a criação e a imaginação. Por esse motivo, se você pretende adquirir a habilidade, a dica é procurar em sua formação as instituições que estimulam o pensamento fora da caixa.

2. Inteligência emocional

A inteligência emocional envolve o gerenciamento das próprias emoções e da forma como isso afeta as outras pessoas. No mundo moderno, ela é essencial não apenas para se sair bem no trabalho, mas também para lidar com as instabilidades e a alta demanda de atividades.

Dessa forma, é preciso buscar o equilíbrio e manter relações mais saudáveis com as pessoas com quem se interage. Isso é essencial em momentos de crise e também na realização dos projetos.

As empresas observam a inteligência emocional ainda no recrutamento e esse pode ser um critério decisivo para a ascensão na carreira, já que os conhecimentos técnicos são mais fáceis de serem demonstrados.

3. Flexibilidade

Ser um profissional flexível significa ser receptivo às mudanças e saber os momentos de ceder ou de persistir nas próprias convicções. Esse ponto está muito relacionado à inteligência emocional, afinal, essa análise exige ponderação e autoconhecimento para saber em quais situações é necessário ser flexível.

Em um cenário de muitas transformações, essa habilidade é essencial, pois permite avaliar o mercado. Assim, é possível filtrar as adaptações que são relevantes e aquelas que não agregam à atuação. Um profissional do futuro é flexível e está sempre aberto a novos aprendizados e a ampliar a sua visão sobre o mundo.

Curso técnico, tecnológico ou graduaçãoPowered by Rock Convert

Portanto, a flexibilidade ajuda conectar ideias e enxergar novos padrões, sem se prender à zona de conforto. A dica para desenvolver essa característica é buscar se conhecer melhor para saber se adaptar sem renunciar coisas relevantes em sua vida.

4. Pensamento crítico

A reflexão e a habilidade de formar opinião própria são cada vez mais valorizadas no mercado de trabalho. O pensamento crítico se refere à capacidade de analisar uma situação de maneira criteriosa, o que é essencial para o sucesso profissional.

Pessoas que dominam esse aspecto adquirem um olhar mais proativo diante dos problemas, uma característica que é fundamental para o bom desempenho na carreira. Dessa forma, não aceitam passivamente as situações que parecem não ter solução, por isso buscam novos olhares e recursos para extraírem sempre o melhor.

A criticidade também é importante para evitar acreditar em informações falsas ou buscar soluções mágicas para os problemas. Um bom profissional procura fontes confiáveis para os próprios conhecimentos e tem os pés no chão para encontrar respostas eficientes aos problemas.

5. Colaboração

A liderança é sempre um ponto muito positivo para os trabalhadores, porém, trabalhar bem em equipe e ter o espírito colaborativo são habilidades importantes para o mercado. Em qualquer função, é preciso coordenar as ações com outras pessoas, por isso, conseguir resolver as situações pelo diálogo e ter boas relações interpessoais é fundamental.

Nesse caso, é preciso ter boa comunicação, saber encontrar a sua função em projetos coletivos e lidar bem com diferentes personalidades. As instituições de ensino podem contribuir muito com esse objetivo promovendo trabalhos em equipe e a participação em programas que sejam construídos em grupo.

No mundo corporativo, o senso de colaboração é o que permite a conquista de grandes metas, pois todos caminham na mesma direção, em nome de um ideal comum, independentemente das diferenças entre as pessoas.

6. Autonomia

A autonomia é uma habilidade muito pouco explorada, mas que é essencial para quem quer manter o equilíbrio, a saúde e o sucesso profissional. Trata-se da capacidade de buscar o próprio desenvolvimento, estar no comando das experiências e ser responsável pelas decisões assumidas.

Na era da informação, a autonomia se faz essencial para quem quer aproveitar as oportunidades que surgem, sem deixar de lado aspectos essenciais da própria vida e do trabalho. Ela também é uma chave para ter mais motivação, pois faz com que os profissionais compreendam os reais motivos da sua prática e atuem com mais dedicação.

Para as empresas, contar com funcionários que tenham uma postura mais autônoma é ótimo, pois eles têm senso de pertencimento, são conscientes em suas ações e também mais responsáveis. Assim, sua atuação se torna muito mais efetiva e todos saem ganhando.

Como vimos, existem muitas habilidades esperadas para o profissional do futuro, que indicam caminhos para conseguir destaque no mercado. É importante estar antenado a essas expectativas e buscar se adequar a elas, o que garante maiores oportunidades na carreira, além de ajudar muito a ter uma vivência profissional mais enriquecedora e produtiva.

Uma boa forma de se adequar a essa demanda é a partir da graduação. Confira quais são os impactos e como se preparar para a educação superior 4.0.

Powered by Rock Convert

Dê mais um passo na sua vida.

Cadastre-se e receba nossos artigos em primeira mão.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support